Skip to content Skip to sidebar Skip to footer

Roteiro por Terras Algarvias

Aventure-se numa jornada de descoberta por terras algarvias.

Roteiro de 6 dias - 5 noites, com ponto de partida em Faro.

Visite Faro, Estói, Tavira, Olhão, Silves, Monchique Sagres, Lagos e Vila do Bispo, e deixe-se encantar por vários Algarves.

Porto na Ria Formosa
Um dos vários portos na Ria Formosa | Créditos fotográficos: Vitor Oliveira @ Flickr
 1º DIA – FARO, ESTÓI E S. BRÁS DE ALPORTEL 

MANHÃ
Comece o roteiro por Faro, a capital do Algarve, situada no extremo do Parque da Ria Formosa.  Inicie a visita pelo seu bonito centro histórico, que evidencia traços da presença romana e muçulmana. Destaque para o Museu Municipal e Regional do Algarve, onde a etnografia e a expressão artística algarvia se manifesta fortemente.

mUSEU mUNICIPAL E rEGIONAL DO algarve
Museu Municipal e Regional do Algarve | Créditos fotográficos: MMRA

Deixe o carro no centro, e desloquese a pé até ao Restaurante Pigs and Cows, que apresenta um conceito intimista e inovador.

TARDE
Prossiga a viagem de carro em direção a Estói onde encontra as Ruínas Romanas de Milreu. Com um prestigioso valor arqueológico e arquitetónico, as ruínas atraem visitantes de todo o mundo pelas suas termas, painéis de mosaico, e até um templo capaz de o transportar para o tempo dos imperadores.

Ruinas Romanas Milreu - Algarve
Ruinas Romanas Milreu – Algarve | Créditos fotográficos: Vitor Oliveira @ Flickr

Se é curioso pelos trajes e costumes antigos, há que passar pelo Museu do Traje de São Brás de Alportel, instalado na residência de um antigo almocreve. Para além de uma amostra dos trajes característicos do Algarve nos séculos XIX e XX, o museu inclui um núcleo etnográfico onde a cortiça tem um especial destaque.

Museu do Traje de São Brás de Alportel
Museu do Traje de São Brás de Alportel | Créditos fotográficos: MTSBA

Paragem obrigatória no Café Pastelaria Gelataria Regional (Ervilha). Considerada por muitos “a mãe”, é célebre pelos tradicionais bolos à base de amêndoa e chila. No final da tarde, continue a viagem até Tavira (de carro levará 25 minutos). Sugerimos pernoita no Hotel Vila Galé Tavira, situado no coração da cidade algarvia, que se distingue pela decoração que recria uma atmosfera arábica, que marcou a história do sul de Portugal.

 2º DIA RIA FORMOSA – OLHÃO 

MANHÃ
Saída em carro próprio ou alugado em direção ao Parque Natural da Ria Formosa. Aventure-se pelas suas águas e faça uma visita guiada para conhecer as diversas ilhas, bem como a enorme riqueza paisagística e ambiental deste parque, protegido pelas autoridades competentes. Se for mesmo aventureiro, sugerimos que descubra a beleza escondida da Ria Formosa, nomeadamente nas suas aldeias, ilhas e fauna.

Ria Formosa - Tavira
Ria Formosa, em Tavira | Créditos fotográficos: formosabay.com

Prossiga viagem até Olhão, onde sugerimos uma paragem para almoçar na Petiscaria – Casa de Pasto, um simpático restaurante com uma cozinha tipicamente mediterrânica, e que possui vários petiscos portugueses, tapas e iguarias no cardápio.

TARDE
Percorra as praias da Ilha da Armona-Mar, Armona-Ria, Fuzeta-Mar e Fuzeta- Ria, onde certamente estarão hasteadas bandeiras azuis, dada a tranquilidade das suas águas transparentes que colidem com uma areia fina e branca.

Praia da Fuseta - Algarve
Praia da Fuzeta | Créditos fotográficos: Francisco Santos

Também recomendamos uma visita à paradisíaca Praia da Fuzeta, que se situa na ilha da Culatra. Esta implica uma viagem de barco de 5 minutos que o deixa diretamente na praia.

Regresso ao Hotel Vila Galé Tavira para alojamento.

3º DIA – SILVES – MONCHIQUE

MANHÃ
Este dia é dedicado à serra algarvia, e não podemos deixar de o convidar a visitar a Serra de Monchique, uma zona topográfica com grande diversidade vegetal e clima suave, carinhosamente apelidada de “Jardim do Algarve”.

No centro da vila de Monchique podem-se ver casas que obedecem aos critérios da arquitetura algarvia tradicional, com paredes brancas e faixas de cor das portas e janelas. As chaminés também se diferenciam das que encontram nas casas típicas do litoral, pois têm uma silhueta peculiar.

Monchique - Algarve
Centro de Monchique | Créditos fotográficos: algarvetips.com

Visite o Pólo Museológico de Arte Sacra de Monchique, que conta com uma panóplia de objetos ligados à liturgia Cristã. Está instalado numa das dependências da Igreja Matriz, sempre aberta ao público.

Tire algum tempo para caminhar pelas ruelas de Monchique, encontrará lugares lindos que farão o seu tempo valer a pena.

Aprecie a mistura de cores nas ruelas de Monchique | algarvetips.com

Faça uma paragem para almoço no Café Império – um estabelecimento com quase 60 anos de história, onde os clientes podem desfrutar de um ambiente acolhedor, ao estilo dos anos 50, aliado à qualidade gastronómica reconhecida de forma unânime.

TARDE
Após o almoço, rume até ao interior até chegar a Silves.

É uma cidade com uma história rica, outrora a capital do Algarve. O verde dos laranjais nos vales férteis, o mar azul, a vida intensa, o pitoresco que se manifesta nas casas rodeadas de amendoeiras e alfarrobeiras, bem como as amplas extensões de serra que convidam a agradáveis passeios em comunhão com a Natureza são apanágio da cidade.

Silves-geral-Algarve
Vista da cidade de Silves | Créditos fotográficos: Mondo @ Flickr

Percorra o Castelo Mourisco, um dos maiores monumentos da região, também conhecido como castelo vermelho, que celebra a relevância da herança Muçulmana do Algarve. Passeie pelas muralhas do castelo, e desfrute da vista privilegiada sobre a cidade.

Castelo de Silves - Algarve
Muralhas do “castelo vermelho” de Silves | Créditos fotográficos: Mondo @ Flickr

Conheça a história da cidade no Museu Arqueológico, que ostenta uma vasta coleção de artefactos descobertos na área (alguns datados da época em que os Mouros dominavam a região), bem como um grande Poço-Cisterna árabe do século XII, que é a sua principal atração.

Poço-Cisterna árabe Silves
Poço-Cisterna árabe, no interior do Museu Arqueológico | Créditos fotográficos: C.M. Silves

Faça uma paragem para experimentar doces típicos algarvios, que adoçam a boca, acalmam o espírito e encantam o olhar. Feitos com amêndoas, figos e alfarrobas cultivadas por todo o Algarve, os doces algarvios deixam no paladar um significativo travo de tentação. É difícil resistir aos Dom Rodrigo, Morgados, Morgadinhos, Figos Cheios, Queijos de Figo, Figos com Amêndoa e Chocolate, Pastéis de Batata-doce, entre tantos outros.

No final das visitas siga viagem para Tavira, com alojamento no Hotel Vila Galé Tavira. 

4º DIA – TAVIRA E PEGO DO FOGO 

MANHÃ
Reserve o dia para o Sotavento Algarvio.

Tavira é o nosso ponto de partida: uma pequena cidade na costa algarvia, banhada pelo rio Gilão, que chega ao mar através das entradas das lagoas do Parque Natural da Ria Formosa.

Tavira é uma das vilas mais bonitas do Algarve: nela encontrará praias deslumbrantes, mas também uma mistura única de arquitetura tradicional com influências mouriscas. Convidámo-lo a um passeio pelas suas pitorescas praças e ruas de calçada. Perceba, durante o passeio, porque chamam a Tavira a “Veneza do Algarve“.

Tavira - Algarve
Vista aérea da bela cidade de Tavira | Créditos fotográficos: C.M. Tavira

Além da cidade em si, deverá também reservar algum tempo para conhecer a Ilha de Tavira, caracterizada pelo seu extenso areal e salinas circundantes, a qual implica uma curta viagem de barco.

Ilha de Tavira - Algarve
Ilha de Tavira | Créditos fotográficos: Manuel Correia

Para um íntimo contacto com a Natureza, faça birdwatching. Nas redondezas, costumam-se avistar pernilongos ou flamingos nas salinas brancas que vão da cidade à foz do Gilão, onde se produz a mais conceituada flor de sal do país.

Sugerimos para almoço o Restaurante Prazeres, em frente ao Mercado de Olhão. Ninguém consegue ficar indiferente à montra de peixe no exterior do restaurante, que apresenta uma amostra daquilo que melhor se pesca na Ria Formosa, num restaurante tipicamente algarvio e português.

TARDE
Após o almoço, prossiga viagem até à cidade, e caso esteja voltado para a atividade cultural, conheça o Centro Ciência Viva de Tavira. Um espaço interativo, onde é possível explorar temas ligados à água e à energia.

Centro de Ciencia viva de Tavira
Centro de Ciência Viva de Tavira | Créditos fotográficos: C.M. Tavira

E como o melhor se guarda para o fim, passe pela Cascata do Pego do Inferno. Trata-se de um complexo rochoso com uma incrível beleza natural e importância geológica, localizado na Ribeira da Asseca, em Santo Estevão, nos arredores de Tavira. É um excelente espaço para se fazer um piquenique, mas para o encontrar, é necessária uma breve caminhada de 10 minutos, que garantimos valer a pena.

Cascata do Pego do Interno - Tavira - Algarve
Cascata do Pego do Interno | Créditos fotográficos: praiafluvial.pt

Seguidamente, são horas de voltar ao ponto de partida – Tavira, com alojamento no Hotel Vila Galé Tavira.

DIA – CABO DE SÃO VICENTE, SAGRES E VILA DO BISPO


MANHÃ
Convidámo-lo a descobrir o ponto mais a sudoeste do continente europeu, o Cabo de São Vicente, indissociável do seu farol e fortaleza.

Sagres - Cabo de São Vicente
Cabo de São Vicente | C.M. Vila do Bispo

A mais ou menos 7 Kms do local encontra-se a Fortaleza de Sagres, um local de grande interesse territorial, militar e paisagístico que contém belíssimas falésias escarpadas que beijam a imensidão do oceano.

Fortaleza de Sagres - Algarve
Fortaleza de Sagres | C.M. Vila do Bispo

Depois de uma manhã a passear por estes dois locais de uma beleza natural de “cortar a respiração”, convidámo-lo a dirigir-se ao centro da vila, onde facilmente encontrará restaurantes de peixe e marisco, com destaque especial para os percebes, moluscos apanhados diretamente nas rochas de Sagres. O melhor local para os degustar é o Café Correia, em Vila do Bispo.

Perceves de Sagres
Percebes de Sagres | Créditos fotográficos: foodtravelbloggers.com

 Tarde
Passeie pela Vila do Bispo, vila de carácter único, sempre associada ao Mar e aos Descobrimentos.

Aproveite para visitar a Ermida de Nossa Senhora de Guadalupe, uma capela do século XV onde, reza a lenda, o Infante D. Henrique terá orado.

Roteiro Megalítico pelos Montes dos Amantes
Indicações do Roteiro Megalítico | iberian-escapes.com

Se tiver tempo, sugerimos que faça o Roteiro Megalítico pelos Montes dos Amantes, onde se pode visitar a mais importante concentração de menires de todo o Algarve, boa parte deles decorados e com uma cronologia remetente ao 2º e 3º milénio antes de Cristo.

Regresso ao Hotel Vila Galé Tavira para alojamento.

6º DIA – ZOO DE LAGOS OU ZOOMARINE 

DIA INTEIRO
O último dia fica reservado à diversão familiar, seja no Zoo de Lagos ou no Zoomarine. Os espaços dispõem do selo Clean & Safe e garantem a lotação reduzida respeitando as medidas da DGS.

O Zoo de Lagos (Parque Zoológico de Lagos) é uma excelente escolha para passar um dia divertido em família. Desfrute de uma experiência diferente, onde terá oportunidade vislumbrar e ficar a saber mais sobre múltiplas espécies animais.

Zoo de Lagos - Algarve
Zoo de Lagos | Créditos fotográficos: ondeandamosduarte.com

Já o Zoomarine é uma das maiores atrações do Algarve. Localizado na Guia, concelho de Albufeira, é um parque temático que apresenta uma vasta gama de espetáculos aquáticos, montanhas russas e carrosséis, um aquário e piscinas.

Zoomarine - Algarve
Zoomarine | Créditos fotográficos: sabado.pt

Regresso ao ponto de origem.

Possibilidade de prolongar a sua estadia nos locais apresentados no roteiro ou combinar com outra cidade ou praia.

Este roteiro é uma sugestão TRIBES – Tour Operator

Poderá contactar-nos e teremos todo o gosto em ajudá-lo na sua reserva ou a construir um roteiro à sua medida! 

Conheça os produtos gastronómicos típicos da região