Skip to content Skip to sidebar Skip to footer

Coimbra, Montemor-o-Velho e Figueira da Foz

Embarque numa jornada de descoberta, repleta de sensações e emoções irrepetíveis, a começar no percurso histórico pela primeira universidade portuguesa e a terminar junto à Costa Atlântica. Passe por extensos campos de arroz, pelo imponente castelo de Montemor-o-Velho e mergulhe na natureza da Serra da Boa Viagem, sempre à boleia de saborosas aventuras como o Pastel de Tentúgal.

Descrição do roteiro

 

1.º DIA – COIMBRA

Manhã

Cidade de Coimbra – Rio Mondego – Universidade – Rua “Quebra-Costas” – Fado – Serenata – Sé Velha – Almoço no “Tapas nas Costas”

Inicie a visita pela bela cidade de Coimbra, localizada junto ao Rio Mondego, local de nascimento de seis reis e sede da mais antiga universidade de Portugal. O Rio Mondego, denominado pelos locais de “O rio dos Poetas” e eternizado nos fados estudantis, encerra em si o romantismo e a identidade vincada de uma cidade recheada de estórias por revelar.
Aconselhamos a que visite a cidade de Coimbra a pé, a partir da parte alta da cidade.

Dedique uma hora para visitar a Universidade de Coimbra, incluindo a Sala dos Capelos, biblioteca, Sala dos Exames Gerais e Capela de São Miguel. Como percurso opcional, sugerimos a subida à Torre e o desvendar do cómico nome que lhe é atribuído pelos estudantes!

Universidade de Coimbra
Universidade de Coimbra

Saindo da Universidade, desça pela famosa rua “Quebra-Costas”, tão íngreme e irregular que virou atração turística, e faça uma paragem no “Fado ao Centro”, para visitar este espaço totalmente dedicado ao Fado de Coimbra.

Fado de Coimbra
Fado de Coimbra

Cidade de larga tradição universitária e musical, tem como um dos “ex-líbris” a Serenata, símbolo da manifestação artístico-sentimental do estudante, por meio da voz e acompanhada por instrumentos de corda. Por toda a cidade há manifestações dos apreciadores e defensores deste concerto tradicional tão rico em musicalidade.

Fecha-se a manhã com uma paragem para visitar a Sé Velha, seguida de um regalo de almoço no restaurante “Tapas nas Costas”.

Sé Velha - Coimbra
Sé Velha – Coimbra

Tarde  

Café Santa Cruz – percurso pelo Centro – Rua Sofia – Hotel – Jantar no “Zé dos Ossos” – Fado “àCapella” 

Continue a pé até ao centro, onde encontrará o Café Santa Cruz, espaço que outrora foi Mosteiro de Santa Cruz, mesmo ao lado da Igreja com o mesmo nome, referência, não só na Baixa, mas em toda a cidade, de espaço ideal para uma pausa.  

Perca-se pelas ruas pedonais do centro, passando pela emblemática Rua Sofia e seguindo em direção ao Hotel Astoria 3* ou Hotel Tivoli Coimbra 4*, as nossas sugestões para pernoitar com uma vista de encantar sobre o Rio Mondego.  

Para jantar, a nossa dica recai sobre restaurante “Zé dos Ossos”, emblema gastronómico de Coimbra há mais de meio século, e com um ambiente ímpar que não irá esquecer. Após o jantar, reserve ainda algum tempo para assistir a uma atuação de Fado no restaurantebar “àCapella, localizado num dos becomais pitorescos da bela cidade de Coimbra. 

2.º DIA MONTEMOR-O-VELHO  FIGUEIRA DA FOZ ou COIMBRA 

Manhã

Montemor-o-Velho – Miradouros de Reveles ou Montemor-o-Velho – “Pousadinha” e Pastel de Tentúgal – Castelo de Montemor-o-Velho – Paço Alcáçova Real (Palácio das Infantas) – Figueira da Foz 

Sugerimos que saia pela manhã, em carro próprio ou alugado, com destino à zona de Montemor-o-Velho, convidativa à contemplação e à atenção ao detalhe nas ruas repletas de narrativas históricas e identitárias bem singulares. 

Castelo Montemor-o-Velho
Castelo de Montemor-o-Velho

Do alto dos miradouros de Reveles ou Montemor-o-Velho, desfrute de uma paisagem únicacujas cores vão mudando progressivamente ao longo das estações do ano. Observe oextensos arrozais que se transformam ao sabor do tempo, acompanhando os sinais de mudança, e o imponente Castelo da região, sempre firme aos ventos dprogresso.  

Depois deste momento contemplativo, sugerimos uma paragem na “Pousadinha”, para degustar o delicioso Pastel de Tentúgal (junto à estrada Nacional III, entrada de Montemor). Segue-se uma visita ao incontornável Castelo de Montemor-o-Velho, ao antigo Paço Alcáçova Real (Palácio das Infantas)Siga as indicações do seu destino e ideal e rume em direção à Figueira da Foz para mais descobertas surpreendentes.  

Pasteis de Tentugal
Pastéis de Tentugal | Créditos: Teleculinária

Tarde

Centro da Figueira da Foz – Palácio Sotto Mayor – Mercado Municipal Engenheiro Silva – Casa do Paço – Igreja Matriz de S. Julião – Almoço no restaurante “Volta e Meia” – Jantar no “Bijou Restaurante” – Casino – Hotel 

Quem chega à Figueira da Foz não tem como não se render à autenticidade banhada pela brisa marítima que inspira esta cidade. Plantada no encalço de um areal de perder de vista, e com uma atmosfera permanente de descontração, leveza e luz, é paragem que fica na memória 

Destacamos o Palácio Sotto Mayor, o caraterístico Mercado Municipal Engenheiro Silva, Casa do Paço e a Igreja Matriz de S. Julião como os “must see” que quererá fotografar para a posteridade.  

Entretanto, faça uma pausa junto à Praia da Figueira para desfrutar numa esplanada virada para o mar, mas se preferir outro cenário, poderá sempre percorrer o parque que acompanha a cidade na sua extensão, ideal para relaxar, fazer piqueniques e colocar o exercício em dia!  

Figueira da Foz
Vista da Figueira da Foz | Créditos: Vitor Oliveira

Para o almoço, o restaurante Volta e Meia deixá-lo-á de água na boca com os seus petiscos que não passam indiferentes a quem os experimenta, e para o jantarBijou Restaurante cumpre o propósito de fechar a ementa de um dia em cheio.  

Aproveite, e após o jantartente a sua sorte no casino, mesmo junto ao restaurante.  

Para pernoitar, caso opte por regressar a Coimbra (cerca de 40 minutos de carro) as nossas sugestões recaem sobre o Hotel Astoria 3* ou Tivoli Coimbra 4*Caso opte por ficar pela Figueira da Foz, o Hotel Lazza 4* ou o Hotel Mercure Figueira da Foz 4* serão duas opções que lhe garantirão uma experiência rica e completa de acolhimento e bem-estar.  

3.º DIA – FIGUEIRA DA FOZ 

Durante o dia 

Núcleo Museológico do Sal – Salinas – Serra da Boa Viagem – Miradouro da Serra – Torre de Vigia – Farol do Cabo Mondego – Cascatas  Praia de Quiaios 

Comece o dia com um percurso de carro desde o local onde pernoitou até ao Núcleo Museológico do Sal.  

Visite o interior e conheça todas as curiosidades sobre esta atividade milenarSaiba, por exemplo, que o “Sal da Figueira da Foz” e “Flor de Sal da Figueira da Foz” são dois tipos de sal marinho obtido através da colheita manual, a partir do processo natural de precipitação da água do Oceano Atlântico, constituído por água, cloreto de sódio e outros sais minerais e oligoelementos, exclusivamente provenientes da água do mar. Trata-se então de um sal marinho não refinado, não lavado após colheita e sem quaisquer aditivos, o que o torna tão único.  

Seja sobre a forma de “Sal da Figueira da Foz”cristais de sal cúbicos, incolores e transparentes, de sabor salgado caraterísticoou sob a forma de “Flor de Sal da Figueira da Foz”, em pequenos cristais frágeis que flutuam na superfície da água dos cristalizadores, a verdade é que terá ainda muito que descobrir sobre estas iguarias singulares.  

Serra da Boa Viagem
Vista da Serra da Boa Viagem

Depois do passeio pedestre pelas Salinas, prossiga viagem pela Serra da Boa Viagem e desfrute de um momento de verdadeira conexão com a natureza. Aprecie a vista do Miradouro da Serra da Boa Viagem e do Farol do Cabo Mondegode onde poderá usufrui de uma paisagem sem igual. Termine a jornada na zona das Cascatas, junto à Praia de Quiaios, onde poderá passear a pé, fazer um piquenique na zona das merendas, ou almoçar num restaurante local.  

Este roteiro é uma sugestão TRIBES – Tour Operator
Poderá contactar-nos e teremos todo o gosto em ajudá-lo na sua reserva ou a construir um roteiro à sua medida!

Conheça os produtos gastronómicos típicos da região